Representação de trabalhadores na empresa: democracia ou peleguismo?

  • Nael Neri de Souza Júnior
Palavras-chave: Representação sindical, Pluralismo político

Resumo

Este artigo tem como objeto de estudo a representação de trabalhadores na empresa. O interesse por esse objeto justifica-se sobretudo por conta da nova regulamentação empreendida no âmbito da CLT, na qual foi inserido novo título: o IVA. O objetivo, portanto, é dissertar sobre o instituto a partir da aproximação com a teoria do pluralismo jurídico de caráter comunitárioparticipativo. Divide-se em três partes. Na primeira, objetiva-se especifi camente definir o instituto. Posteriormente, consultam-se os pareceres da teoria do direito do trabalho sobre a representação operária na empresa. Na última parte, será realizada a análise da figura à luz da teoria do pluralismo jurídico de caráter comunitário-participativo a fi m de identificar se esse modelo de representatividade tem potencial para fomentar a maior participação democrática do trabalhador na relação de trabalho.

Biografia do Autor

Nael Neri de Souza Júnior

Estudante de Direito da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) e estagiário do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região entre 2018 e 2019. Endereço eletrônico: nael.junior@hotmail.com.

Publicado
2019-11-30
Como Citar
Souza Júnior, N. N. (2019). Representação de trabalhadores na empresa: democracia ou peleguismo?. Revista Do Tribunal Regional Do Trabalho Da 10ª Região, 23(2), 23-35. Recuperado de https://revista.trt10.jus.br:443/index.php/revista10/article/view/324